Novas tendências e dicas para design em ambientes e estabelecimentos de hospitalidade

Das novidades ao que muda com a pandemia: tudo o que você precisa saber sobre design para ambientes para adequar seu estabelecimento!

0
256
design em ambientes

Atualmente, diversas alterações foram realizadas nos ambientes, tanto em estruturas quanto em serviços com o objetivo de garantir segurança sanitária sem perder a hospitalidade com os hóspedes e clientes. Além disso, o design em ambientes e estabelecimentos de hospitalidade tem sido aprimorado com o foco na nova realidade.

Por isso, a Redação do Blog Hospitalidade Brasil convidou duas arquitetas para conversar sobre as tendências do design em ambientes e todas as dicas sobre melhores materiais, formas indicadas de aplicação, o que muda com a pandemia e muito mais!

Confira as dicas das arquitetas e aplique-as em seu estabelecimento de hospitalidade!

As novas tendências de design em ambientes

Pensar em uma decoração interna para o seu empreendimento é um dos pontos que irá transformar a experiência do cliente. É necessário criar um ambiente que converse com o público, que transmita a hospitalidade e que seja de fácil manutenção para colaboradores.

“Agora mais do que nunca, os materiais sintéticos estarão muito em alta. Além de ajudar na sustentabilidade, estamos pensando conscientemente com a utilização de peles, couros, fibras naturais. Materiais de superfícies mais porosas e de difícil manutenção serão muito menos utilizados por terem mais dificuldade de higienização e acabam se deteriorando mais rápido”, comenta Silmara Lanatovitz, arquiteta e urbanista.

Vanessa Paiva, arquiteta do Paiva e Passarini, associada da ASBEA (Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura), comenta que sustentabilidade é uma tendência em destaque para qualquer empreendimento.

“Observamos novas tendências a partir deste momento. Temos a questão da sustentabilidade, desde o uso de produtos, até como será o posicionamento da empresa no mundo. Cada vez mais materiais que tenham um viés sustentável, estão sendo usados. Quando a gente fala de madeira, a questão da certificação será cada vez mais exigida”.

O que muda com a pandemia

Apesar de ainda não existir uma definição concreta sobre os riscos nos materiais, utilizar aqueles que já foram comprovados pelas autoridades da saúde é essencial para o seu estabelecimento.

“Por ser um momento novo, ainda não temos uma normatização para essa situação. Existe o que sempre foi utilizado para situações semelhantes: materiais resistentes, materiais de fácil higienização, materiais lisos e com baixo índice de absorção. O que está normatizado são os protocolos, de distanciamento, de limpeza. Para organizar um espaço, um arquiteto pode auxiliar com questões de adaptação para realizar os protocolos. Entender onde disponibilizar o álcool em gel, de modo que fique evidenciado, sem prejudicar a harmonia do ambiente. Além de pensar nas placas de orientação, sinalização e distanciamento. Para hotelaria podemos imaginar como demarcar o piso e para os restaurantes as proteções para os buffets”, comenta Vanessa Paiva.

Já Silmara comenta que o setor ainda está se adaptando a essas novidades. “Esta conscientização ainda levará um tempo, como tudo o que se tem que adaptar, existe um processo de convencimento do cliente, especialmente quanto ao uso dos materiais indicados. O desenvolvimento de layout para ocupação dos espaços, não será apenas uma ambientação, mas teremos que levar vários fatores em consideração, como a circulação de ar, o uso de mais elementos de arquitetura para proteção do sol, do que muitas cortinas e persianas de tecido.

Pensar na climatização dos espaços, mas não deixando de lado a ventilação natural. Enfim, um desenvolvimento de projeto muito mais consciente e primando o bem-estar do ser humano, não deixando de lado a estética”, explica a arquiteta.

Os materiais mais apropriados para melhor design em ambientes:

Justamente por conta das mudanças necessárias em consequência da pandemia, existem alguns materiais que serão mais procurados do que outros. Segundo a especialista Silmara Lanatovitz, carpetes serão abolidos da hotelaria, por exemplo. E Vanessa complementa que alguns materiais o vírus permanece por menos tempo do que outros.

Por isso, é necessário se levar em consideração não só a economia do momento, como também a manutenção, limpeza e risco de contágio.

Nesse sentido, as especialistas elencam alguns dos principais materiais que são mais apropriados para o momento atual e que garantem um melhor design dos estabelecimentos.

  • MDFs já texturizados;
  • laminados melamínico;
  • vidros;
  • pinturas destinadas e/ou epóxi;
  • materiais de inox.

Contudo, vale fazer a seleção de qual material combina mais com o seu ambiente! Isso é fundamental para um estabelecimento mais hospitaleiro e aconchegante!

Mais dicas de arquitetura

Sob o mesmo ponto de vista de tendências e inovação, outros arquitetos colaboraram com o Blog Hospitalidade Brasil com o intuito de preparar você para o futuro do setor!

Descubra agora mesmo novos formatos de arquitetura para hotel e demais segmentos da hospitalidade, mudanças com foco em restaurantes e muito mais!

Além de explorar os conteúdos por aqui, você pode receber uma seleção com os destaques do mês sem pagar nada por isso. Que tal? Assine gratuitamente a newsletter da Equipotel, detentora do Blog Hospitalidade Brasil, e tenha na sua caixa de e-mail os principais acontecimentos e novidades do setor. ☺