Dicas para aprimorar uma carta de drinks

0
567

Descubra como montar uma carta de drinks, como selecionar bebidas e acompanhamentos, além de como colocar tudo isso em prática.

Ao passo que os bares e restaurantes vão se adequando com as tendências e reabrindo pelo Brasil, muitos empresários podem utilizar esse momento para readequar não apenas o conceito, como também os produtos oferecidos no estabelecimento. É o caso da carta de drinks, por exemplo, que pode ser usada como chamariz e atrair clientes com algo novo, além de toda a adaptação com as medidas de segurança.

Nesse sentido, é possível inovar e fazer com que os clientes tenham mais vontade de frequentar o estabelecimento e viver uma experiência diferenciada.

Por isso, convidamos Augusto Nascimento, bartender, sommelier e professor de cursos na BaresSP para dar dicas relacionadas a carta de drinks e como ela pode ser um diferencial competitivo em seu bar ou restaurante.

Como montar uma carta de drinks

Após pensar no conceito do estabelecimento, é necessário decidir os principais drinks que serão oferecidos. Segundo Augusto, “é importante variar entre drinks conhecidos do público com algumas criações, que vão dar a cara do espaço. Se em termos de Brasil, focamos bastante em coquetéis mais tropicais, à base de frutas, e coquetéis refrescantes.

Além disso, hoje em dia estão muito na moda versões de Gin & Tônica e de Moscow Mule. O empreendimento que tem esses coquetéis traz um diferencial. Pelo menos num primeiro momento, cuidado com o excesso de opções. Eles dificultam a logística pelos itens de estoque e reposição, além de dificultar o aprendizado de novos bartenders”.

Como selecionar os drinks

Uma das primeiras coisas a se pensar é: o que o seu cliente gostaria de beber? “Primordialmente, pense na expectativa do seu cliente e no tipo de bar que irá abrir. Se for um bar de praia e piscina, prefira coquetéis refrescantes. Um bar de festa e ambientes fechados, por exemplo, as pessoas vão preferir coquetéis leves, menos alcoólicos, com suco de frutas”.

Leia também: Bares e restaurantes se reinventam para atrair clientes.

Sober curious: é recomendável seguir essa tendência?

O consumo de bebidas alcoólicas tem diminuído em algumas confraternizações. Além de prezar pela saúde, clientes podem escolher esse tipo de drink por estar dirigindo, em dieta ou por qualquer preferência pessoal. “Hoje em dia as pessoas estão mais preocupadas com a saúde, e às vezes não querem beber porque vão dirigir, então os coquetéis sem álcool atendem muito bem esse cliente”. Portanto, a dica é aproveitar a decoração para cativar o cliente. “Avalie as bases de bebida que você utiliza, misture com bebidas gaseificadas, chás e xaropes. Invista na decoração para remeter a aura do coquetel”, complementa o bartender.

Menu de acompanhamentos

Além disso, uma boa carta de drinks pode contar com um menu de acompanhamentos, que pode estar tanto junto da carta de drinks quanto de forma separada, à disposição do cliente.

Nesse caso, a opção ideal vai depender do conceito do estabelecimento e em conformidade com o perfil de cliente. O menu de acompanhamentos pode, inclusive, contar com a colaboração de um chef de cozinha ou mesmo do próprio estabelecimento.

“Sem dúvidas o menu de acompanhamentos atrai os clientes. Com os petiscos ele vai consumir mais, sem ficar embriagado, sendo benéfico para o bar e cliente. Vale colocar porções, queijos, amendoins, azeitonas, por exemplo”, finaliza Nascimento.

Do conceito à prática:

Para iniciar a criação de uma carta de drinks, comece por uma carta simples incluindo as especificações de cada bebida. Separe as bebidas por tipos: clássicos, criações e bebidas não alcoólicas.

Por fim, preze pelo menu de acompanhamentos e apresente-os de forma combinada com o intuito de oferecer combinações adequadas e que contribuam para uma boa experiência do cliente.

Afinal de contas, é preciso ter em mente que agradar seu perfil de cliente faz toda a diferença para conquista-lo e ser recomendado por ele para mais pessoas (seja amigos ou mesmo boas avaliações nas redes sociais).

Agora que você aprendeu sobre como montar uma carta de drinks, veja também as principais dicas para criar ou mesmo valorizar seu ambiente externo.


Assine a newsletter da Equipotel, detentora do Blog Hospitalidade Brasil, e receba uma seleção de conteúdo no seu e-mail.