Descubra quais tendências vão pautar os restaurantes do futuro

0
695
Restaurante Ostradamos case - restaurantes do futuro
Foto Divulgação: Restaurante Ostradamos

Cases brasileiros e direcionamento da ABRASEL mostram o caminho para os restaurantes do futuro pós pandemia.

Apesar dos profundos impactos tanto sanitários quanto econômicos, definitivamente 2020 também é o ano marcado pela disrupção. Sob esse aspecto, é possível encontrar inovação nos mais diversos setores, além da busca constante por alternativas que visam minimizar os prejuízos.

Nos últimos meses, inclusive, pudemos acompanhar essa movimentação no setor de alimentos & bebidas, com cases de restaurantes que optaram por alternativas que podem ser aplicadas tanto no presente quanto no futuro.

Dentro dessa reflexão, é possível encontrar ações que já desenham as primeiras tendências de como serão os restaurantes do futuro. Será que focarão nos deliverys, nos protocolos de limpeza? Conheça alguns cases de restaurantes e descubra o que pensa a ABRASEL (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes):

Os primeiros passos para a reabertura dos restaurantes:

Restaurantes reabrem em Santa Catarina

Com a liberação da prefeitura de Santa Catarina, no dia 22 de abril, os bares e restaurantes puderam reabrir as portas desde que tomassem as devidas medidas de prevenção. 

Pensando nisso, o Ostradamus, restaurante especializado em ostras e outros frutos do mar, comandado pelo chef Jaime Barcellos, se precaveu de fazer parte do núcleo de restaurantes do futuro com mudanças que visam cuidar dos clientes e colaboradores.

“Para isso, criei biombos para a individualização das mesas onde cabem grupos de até quatro pessoas. Por outro lado, acrescentamos barreiras sanitárias com uma placa que conta com água e cloro, esterilizando os sapatos dos clientes. Sem esquecer, obviamente, do álcool em gel em todas as estações e uso de protetores de face em acrílico dos colaboradores.

Além de tudo isso, o isolamento de todos os itens e os cardápios plastificados são garantias que aumentam a confiança do cliente”, explica o chef.

Inclusive, o restaurante conta com atendimento com hora marcada com o objetivo de evitar filas.

Os restaurantes do futuro também serão marcados por novas estruturas e novos negócios

O novo normal também evidencia que mudanças físicas nos estabelecimentos serão necessárias para reconquistar a confiança e fidelidade dos clientes nessa retomada de atividades. Para isso, projetos arquitetônicos podem ajudar na readequação de mesas, áreas comuns e no isolamento entre clientes.

Outra inovação apontada pelo mercado é intensificar as ações digitais e promover mais interação mesmo à distância. O Ostradamus, por exemplo, criou um planejamento para a realização de lives nas redes sociais sobre seus pratos e o delivery: “Em uma das casas o faturamento superou o mesmo período do ano passado, em um mês e vinte dias, a outra chegamos a 70% do faturamento. ” -comenta chef Jaime Barcellos.

Anteriormente, o Blog Hospitalidade Brasil também acompanhou uma maratona de lives promovidas pelos restaurantes dos hotéis Pullman, onde chefs de cozinha ensinavam pratos e engajavam seus clientes.

E o que mais está por vir nos restaurantes do futuro? A ABRASEL responde:

O presidente da ABRASEL – Associação Brasileira de Bares e Restaurantes, Paulo Solmucci, juntamente com sua equipe, desenvolveu cartilhas para a retomada das atividades de restaurantes de todo o Brasil. As cartilhas transformarão os restaurantes de hoje em restaurante do futuro pós pandemia.

Para entender como será essa transformação, conversamos com Solmucci. Veja como foi:

Redação: Como será a retomada das atividades dos restaurantes pelo país?

Paulo Solmucci: Mudanças importantes aconteceram, sobretudo como a forma de consumir, durante o período de isolamento. Nesse sentido, muita gente aderiu ao delivery e take away (serviço de buscar o pedido no restaurante e levar para casa).

Consequentemente, as equipes ficaram mais enxutas, os cardápios também – até por uma questão de giro de estoque e foco em produtividade.

A propósito, essa é uma das lições que deve perdurar pós-pandemia: a busca por tornar os negócios cada vez mais produtivos, eliminando gastos e processos desnecessários.

Quais medidas estão sendo tomadas junto aos associados da Abrasel?

As cartilhas, por exemplo, são materiais imprescindíveis nesse momento de readequação.  Há uma cartilha específica sobre os cuidados com delivery e outra com foco na retomada, todas embasadas nas práticas determinadas pelos órgãos competentes.

Em suma, uma das principais medidas a serem adotadas é a ampliação da distância mínima entre as cadeiras ocupadas dentro dos estabelecimentos. Impreterivelmente, essa medida de ser adotada a partir do momento que a retomada for autorizada no munícipio.

O que gestores e proprietários de restaurantes podem esperar após o isolamento social?

Para que o consumidor volte aos estabelecimentos, precisamos de informação de qualidade chegando na ponta. Deixar claro que não há risco de contaminação por meio dos alimentos e que não há motivo para o medo, por exemplo, fazem parte dessa questão.

Entretanto, temos outros três grandes desafios a serem superados. São esses:

  • Assegurar a realização de uma operação confortável e segura para os cliente;
  • Executar uma boa gestão;
  • Acompanhar o fluxo de recursos para três anos adiante.

Neste último pilar, me refiro aos empréstimos tomados agora e as contas não pagas, pois tudo isso terá que ser quitado.

Portanto, o empresário terá que ser cauteloso. Dessa maneira, acredito que em novembro, teremos uma situação melhor. A queda das vendas no setor chegou a 90%. Com a recuperação ao longo do segundo semestre, essa queda acumulada em 2020 pode diminuir para 10%.

Agora que você já descobriu as tendências do setor, veja 13 dicas para alavancar o setor de alimentos & bebidas.

Assine gratuitamente a newsletter da Equipotel e receba uma seleção de conteúdos diretamente no seu e-mail.