Foz do Iguaçu (PR) decreta novas normas em buffets self-service

0
209
Buffet Foz do Iguaçu

Prefeitura de Foz do Iguaçu (PR) publica decreto com o objetivo de manter o distanciamento entre pessoas e estabelecer protocolos de limpeza em restaurantes


O decreto nº 28.132 publicado no sábado, 13, pela Prefeitura de Foz do Iguaçu (PR) altera as regras de funcionamento de buffets self-service na cidade paranaense. Assim sendo, as novas medidas têm como intuito seguir o plano de prevenção e enfrentamento decorrente da pandemia do novo coronavírus.

Dessa forma, o cliente poderá, a partir de agora, servir o próprio alimento, desde que utilize máscara, luvas e respeite as regras de distanciamento. Além disso, o restaurante deverá dispor de um funcionário que faça o controle das medidas de segurança e orientação aos clientes.

Segundo o Diretor de Fiscalização da Secretaria da Fazenda de Foz do Iguaçu, Nilton Zamboto, “o município atendeu a um pedido dos empresários, que estavam tendo dificuldades e receberam muitas reclamações de clientes que antes não podiam se servir no buffet. Contudo, é sempre importante lembrar que as mesas devem manter a distância de dois metros e os restaurantes, assim como demais estabelecimentos comerciais, podem atender até 30% de sua capacidade”.

De acordo com o decreto, portanto, o serviço de buffet self-service dos restaurantes de Foz do Iguaçu (PR) deverá adotar as seguintes medidas:

  • Marcação no piso com distanciamento de dois metros para o cliente se servir;
  • Manter um funcionário para orientação dos cuidados de higiene;
  • Disponibilizar álcool em gel 70% em locais visíveis e de fácil acesso;
  • Ofertar luva descartável (podendo ser plástica) ao cliente, na entrada do buffet, que deverá usá-la para se servir e descartá-la em lixo apropriado ao final do balcão. Entretanto, a cada retorno do cliente ao buffet, uma nova luva deverá ser ofertada;
  • Todos os utensílios (colheres, espátulas, pegadores, conchas e similares) deverão ser substituídos a cada 30 minutos, higienizando-os completamente (incluindo seus cabos), para que então retornem ao buffet.

O decreto prevê outras medidas, como, por exemplo, a higienização rotineira do balcão e outras práticas rígidas de limpeza.


Este conteúdo foi originalmente produzido pela Revista Hotéis que, por sua vez, é parceira da Equipotel. Para mais informações acesse este link.