Motéis se reinventam na quarentena

0
3647

Novas estratégias pautam a gestão de motéis na quarentena

Nem os motéis escaparam de se reinventar durante a quarentena. O segmento moteleiro, que segue as mesmas diretrizes recomendadas para os hotéis, têm buscado alternativas para vencer os desafios que todos estão submetidos.

Em suma, muitas cidades brasileiras decretaram que empreendimentos de hospedagem podem se manter abertos desde que evitem aglomerações. Em alguns casos, por exemplo, hotéis e motéis se tornaram empreendimentos de campanha, abrigando profissionais de saúde, na linha de frente, e que não querem expor seus familiares a riscos.   

Contudo, a indústria moteleira, que vinha se reinventando há um bom tempo, também está conectada às novas demandas e tecnologias, assim como os protocolos atuais de biossegurança. Para esse período, a ABMotéis – Associação Brasileira de Motéis elaborou um Guia que tem como objetivo auxiliar os moteleiros durante a pandemia.

O Guia contém, primordialmente, instruções com as novas medidas necessárias para higienização dos empreendimentos, bem como a limitação de contato com o hóspede e limpeza intensificada nos quartos. Além desses, o Guia apresenta, inclusive, um direcionamento para o afastamento de qualquer colaborador que apresente sintomas do vírus.

Dentre as medidas em prol dos motéis na quarentena, a ABMotéis anunciou em comunicado oficial a criação de um comitê exclusivo para auxiliar os empresários durante a pandemia. No entanto, a recomendação da própria associação é que os gestores de motéis atuem e procedam de acordo com as determinações das autoridades estaduais.

“Uma vez que a prioridade é priorizar a saúde pública, com desdobramentos ocasionados pelo número de casos do Covid-19, a ABMotéis informa que diversas ações foram e ainda estão sendo tomadas pelos moteleiros com o objetivo de dar continuidade às respectivas atividades, sem colocar em risco seu quadro funcional e a sociedade de uma forma geral”, conforme nota.

Segurança sanitária dos motéis na quarentena

A associação afirma, inclusive, que os motéis são seguros e possibilitam isenção de contato com outros hóspedes e funcionários. “Os motéis são opções de entretenimento e meio de hospedagem, totalmente privativos. Neles, o casal não tem contato com outros hóspedes e nem com a equipe que trabalha no local. Desde o check-in até o check-out, o único contato humano que o(a) hóspede tem é com o(a) parceiro(a). Os check-in e check-out dos motéis são feitos por meio de vidros com interfones ou autoatendimento”.

Assim como os restaurantes precisaram se reinventar durante a pandemia, os motéis também tiveram que se adaptar para manter a frequência e fidelidade dos clientes. É o caso, por exemplo, do motel Mont Blanc localizado em Goiânia. O diretor Michel Alves conversou com a equipe do Blog Hospitalidade Brasil sobre as atuais estratégias do motel durante a quarentena. Confira:

Estratégia de marketing de conteúdo e redes sociais

Primeiramente, importante comentar que fechar o estabelecimento não é motivo para não ter contato com o público-alvo.
Uma das armas mais poderosas que os motéis podem usar no momento, por exemplo, é o marketing de conteúdo.

“Nossa primeira ação foi focarmos em branded content. Mostrar que mesmo fechados nosso relacionamento virtual continuaria. Criamos, inclusive, postagens criativas para avisar de descontos para profissionais da saúde e até mesmo para atrair clientes para voltarem assim que possível”, comenta o diretor.

Experiências gastronômicas do motel para a sua casa

Outra estratégia é se beneficiar de outros potenciais recursos que marcam a experiência para manter o contato com o público-alvo. Que é o caso, por exemplo, do famoso Filé Mont Blanc, o prato mais pedido do motel Mont Blanc. Segundo Michel Alves, porta-voz do motel, a ideia foi uma ação interação com os seguidores da marca. “Decidimos com o chef André Barros, ex-Mestres do Sabor que assina os pratos da casa, que iríamos compartilhar a receita com os nossos seguidores para eles fazerem em casa durante o isolamento”. O empresário afirmou, ainda, que a ação de branded content também rendeu retorno positivo de clientes e seguidores, além de um alto engajamento na página do site que continha a receita.

“O número de visualizações na página com a receita foi o maior que já tivemos em todas as outras páginas. Clientes e amigos disseram que fariam a receita. Foi uma forma de trabalhar a marca Mont Blanc na casa dos nossos clientes”.

+ Leia também: Evolução tecnológica para motéis: você está preparado para ela?

Quarentena & protocolos atuais de biossegurança

Apesar de ser um ambiente privado e sem contato com outras pessoas, os motéis continuam a ser amplamente higienizados durante a quarentena. “Sabemos que o melhor lugar para ficar nesse momento é em casa, não estamos focando em postagens chamando para visitar o Mont Blanc, mas postamos fotos do motel e da qualidade gastronômica. Além disso, fizemos um explicativo com todas as medidas de biossegurança que estamos tomando. Nossas equipes receberam treinamento para intensificar a limpeza das suítes e disponibilizamos álcool em gel em todos os ambientes, incluindo os quartos e ambientes comuns. Nossos colaboradores utilizam máscaras, mesmo que o hóspede não faça contato com nenhum deles. Também temos a medição de temperatura todos os dias de trabalho”, explica o moteleiro.



Por fim, é importante relembrar que inovação é item imprescindível em tempos de isolamento social. A quarentena permite explorar novas possibilidades e até mesmo novos tipos de contato que antes não eram tão utilizados.
Confira mais ideias no Blog Hospitalidade Brasil e nas redes sociais da Equipotel.