Conheça os principais pontos de atenção que a Governança Hoteleira precisa para se adequar aos processos de higienização, organização e limpeza em um hotel

A governança hoteleira é a principal responsável por tornar a estadia dos hóspedes agradável e surpreendente. Sendo assim, organização e limpeza são pontos essenciais para gerar uma experiência positiva.

Mesmo em tempos de pandemia, médicos e outros prestadores de serviços essenciais buscam pelos serviços hoteleiros. Dessa forma, separamos como seu serviço pode funcionar melhor e porque você deve adotar um sistema de limpeza impecável para auxiliá-lo nessa tarefa. Confira os principais pontos de atenção:

Processo de organização e limpeza das UH’s

Sabe aqueles mínimos detalhes que são importantíssimos em qualquer momento, como a retirada dos itens de enxoval? É destes detalhes aos quais nos referimos. No caso, a peseira, a almofada, chalés, tapetes e outros itens de decoração, sem contar as roupas de cama e toalhas, que são essenciais.

A redução de papéis e outras amostras irrelevantes para o cenário de um quarto é bastante considerável, pensando que eles, por sua vez, dificultam o processo de higienização.

Reaproveitamento de itens, mesmo que não usados, também não são uma boa prática, seja qual for o cenário. Tal qual o de pandemia, a atenção é redobrada. Materiais descartáveis, sacos de lixos e outros objetos residuais também precisam sempre ser jogados fora.

UH’S, processos de arrumação, saída e áreas comuns 

Limpezas programadas sem hóspedes dentro da UH, suporte com uso de EPI completo e reforço de higienização são pontos importantes e que todos nós já sabemos. Mas o ponto que devemos sempre ressaltar, claramente é a necessidade de escalar uma ou mais pessoas da equipe para fazer arrumação, evitando o consumo de EPI em demasia.

Outra referência é que, ao suspeitar ou ter confirmação de Covid-19, é necessário o afastamento. Além disso, trabalhar em hotéis no meio de uma pandemia, requer atenção redobrada quanto a ocupação. No caso, a sugestão é de que hotéis trabalhem com uma ocupação de 50%. Ou seja, reveze andares ou blocos e deixe as UHs em check-out fechadas por 72h após as limpezas.

Nas áreas comuns, por sua vez, o ideal é sempre disponibilizar dispenser de álcool 70% e panos multiuso descartáveis para todas as salas administrativas, salão, entradas de elevadores e pontos de acesso. Sem falar na importância das limpezas de paredes, janelas e portas, não é mesmo? 

Produtos de limpeza, materiais de limpeza e as famosas EPIs

Todos os pontos acima são de extrema importância, mas nada como deixar bem organizado o local em que ficam os produtos de limpeza e seus materiais. Lembrando de mantê-los separados de acordo com o seu uso e conforme procedimento de limpeza, por exemplo: esponja de louça de um lado, com sua determinada cor, e de banheiro de outro, diferenciando-se por aparência.

O risco de contaminação cruzada caso as referências acima não sejam seguidas são grandes, e neste caso a atenção é redobrada para panos de limpeza em superfícies. O ideal aqui é o pano descartável. Bem como para pano de chão pensar na utilização de MOPs ou rodo PVA, que também colaboram na redução de custos.

As EPIs, por sua vez, precisam ser de material sintético, com a lembrança da necessidade de descarte e substituição entre horários de intervalo do colaborador. É essencial, além disso, que não os utilize no refeitório.

Ah, e por último e não menos importante: óculos e protetores faciais também devem ser lavados com água e sabão.

Vamos falar de carrinho, colaboradores e suas rouparias?

Sem os colaboradores, não há limpeza, sequer carrinhos ou rouparias a serem cuidadas. Sendo assim, para sua saúde e segurança, sugerimos seguir algumas (ou todas) as indicações abaixo:

  • Cabelos devem ser mantidos presos ou com toca;
  • Manter unhas curtas e limpas;
  • Não utilizar nenhum tipo de acessório;
  • Todos os colaboradores devem usar máscaras e tê-las disponíveis pelo estabelecimento;
  • Os uniformes utilizados devem ser trocados diariamente;

Os cuidados para rouparia e os carrinhos devem seguir o mesmo procedimento de bom-senso e limpeza, como: não colocar enxovais ou panos sujos por cima do carrinho e sempre higienizá-los após o uso.

É importante relembrar também que roupas sujas, seja de hóspedes ou enxovais, precisam ser embalados individualmente, evitando sempre o contato corporal.

Orientações finais e treinamentos para organização e limpeza

Higienização, uso de Bip ou celulares corporativos, regras de equipe e limpeza, processos individuais de manuseio de dinheiro e seguir sugestões da OMS e da Anvisa são premissas essenciais para continuar evitando riscos de contaminação e identificando com mais agilidade os riscos aos quais profissionais da área estão expostos.

O ideal é que neste período, inclusive, 100% dos colaboradores passem por treinamentos que os auxiliem nos cuidados e na segurança tanto pessoal, quanto dos hóspedes e colegas de trabalho.

A indicação agora é de calma e paciência.  

Continue acompanhando os canais oficiais do evento para não perder mais dicas como essas.

Conteúdo produzido em base da divulgação de Ariadne da Silva, Governanta e Consultora da Organiza Hotel Escola. Confira o conteúdo original clicando aqui.