Uma manutenção preventiva pode gerar economias no capital do seu meio de hospedagem!

0
425

Para gerentes de hotel, certificar-se de que suas propriedades estão em ordem no funcionamento deve ser prioridade e um programa durante todo o ano de manutenção preventiva indispensável. Esses esforços exigem que os funcionários realizem inspeções rotineiras de todos os ativos físicos para detectar possíveis pontos problemáticos e corrigir esses problemas antes que ocorra uma avaria. Uma auditoria de manutenção impede reparos corretivos que exigem horas extras dispendiosas ou interrupções no serviço ao convidado.

A manutenção preventiva concentra-se em três tipos de ativos. Primeiramente, há um equipamento mecânico tal como os elevadores, os sistemas da ATAC e as bombas de circulação. A manutenção preventiva é similar às afinações rotineiras regularmente programadas de um carro com quilometragem específicas. A substituição de componentes desgastados e a manutenção das peças lubrificadas preservam o equipamento – e impedem uma grande reparação na estrada. O equipamento mecânico funciona sobre o que se chama de “consumíveis”, itens, incluindo baterias nas fechaduras da porta, filtros de ar e lâmpadas. Estas peças asseguram o funcionamento apropriado dos mecanismos ao manter o conforto, a segurança e a satisfação do convidado.

A manutenção preventiva igualmente cobre a mobília e os dispositivos elétricos do quarto, enquanto a manutenção regular normalmente implica tarefas como pintar os tetos, rachaduras de argamassa de calafetagem no banheiro, limpeza de drenos e chuveiros, reparação do carpete se necessário e lustrar os móveis.

Além de manter os ativos em boas condições para que durem mais tempo, manutenção preventiva planejada é um custo fixo. Isto evita falhas catastróficas do equipamento, cancelando desse modo a necessidade para o trabalho de reparo inesperado em grande escala e caro ou substituições.

Acompanhe os empreiteiros

Os elevadores são um grande exemplo da importância da manutenção preventiva. O cuidado e a manutenção regular são designados geralmente a terceiros. Quando o contratado não consegue fazer o trabalho, a gestão deve trazer imediatamente um novo, que corrige os problemas, aponta todos os erros e falhas de manutenção do último contratante e cobra pelas ações corretivas. É uma despesa que poderia ter sido evitada facilmente se o gerente ficasse em cima e certifica-se que o contratado estava seguindo programações preventivas da manutenção em uma base semanal, mensal, trimestral e anual. Os gerentes devem perceber que, mesmo que tenham um contrato de manutenção, cabe a eles garantir que as tarefas estejam realmente sendo concluídas.

Programe-se de maneira conforme

A manutenção preventiva não implica necessariamente um rompimento do serviço do convidado. Pelo contrário, trata-se de problemas potenciais antes de crescerem em medidas corretivas de pleno direito que poderiam fechar uma porção do hotel. Deve-se fazer uso eficiente de sua equipe. Se um engenheiro trabalha por oito horas, então quatro dessas horas devem ser gastas em manutenção preventiva. Entre 10h e 14h, por exemplo, período em que os hóspedes de negócios estão longe da propriedade e se pode inspecionar os quartos e consertar móveis e acessórios. Em um hotel de 100 quartos, se é gasto quatro horas por dia, sete dias por semana na manutenção, toda a propriedade pode ser verificada a cada quatro semanas. Além disso, os hotéis são uma operação 24/7, então a equipe está disponível a qualquer momento para manutenção preventiva. As salas de reuniões, por exemplo, são desocupadas durante a noite, assim os reparos podem ser feitos nesse período. Se um hotel apenas serve café da manhã, se pode inspecionar a cozinha após o ele ter sido servido.

Orçamento para manutenção preventiva

Dependendo do tamanho de um hotel, a manutenção responde entre 4% e 6% do orçamento operacional. Isso é uma despesa fixa que inclui pessoal, equipamentos e suprimentos. A manutenção preventiva também significa pensar com antecedência e planejar custos, especialmente de consumíveis. Planejamento e agendamento da mudança de lâmpadas ou baterias, com base na expectativa de vida, pode economizar uma enorme quantidade de tempo e reais da folha de pagamento. Sem mencionar o impacto que essas interrupções têm na satisfação dos hóspedes. A manutenção preventiva para hotéis vai além de uma limpeza anual de primavera. É um programa contínuo e ininterrupto para salvaguardar os ativos mais valiosos e apoiar um excelente serviço ao cliente. Não ter um plano de manutenção preventiva eficaz vai custar alto a longo prazo.

Acabamos de encerrar a 57ª edição da Equipotel com muitos negócios realizados e conhecimentos compartilhados, mostrando como a semana da hospitalidade é importante para o mercado! O próximo evento acontece ano que vem, mas continue nos acompanhando para conferir as novidades do setor que podem te ajudar a renovar seus negócios, se atualizar e conhecer as principais tendências.

Assine a newsletter da Equipotel!