A sustentabilidade está promovendo novas práticas de construção verde nos meios de hospedagem!

0
26

Um novo relatório do Urban Land Institute (ULI) sugere que as práticas de construção sustentáveis, incluindo as que envolvem a conservação de energia e água, bem como a redução de resíduos, estão cada vez mais sendo incorporadas em todo o setor da hotelaria para agregar valor e proporcionar uma vantagem competitiva para as propriedades. Publicado pelo centro GreenPrint da ULI para a construção de performance, traz estudos de caso e é formado por insights de 25 proprietários de hotéis, desenvolvedores e investidores líderes.

“Os esforços de sustentabilidade, tanto na construção como nas operações, falam com o caráter e a qualidade de desenvolvimento de uma propriedade hoteleira, e um desenvolvedor responsável reconhece tanto a necessidade quanto os benefícios que vêm com isso”, diz James DeFrancia, membro do conselho de desenvolvimento recreativo e diretor da Lowe Real Estate.

A sustentabilidade nos hotéis aponta que essas propriedades estão entre os mais altos usuários de energia e água por metro quadrado, e que as emissões de carbono para hotéis de serviço completo excedem as de serviço limitado. No entanto, se observa que as oportunidades estão disponíveis em todos os tipos de hotéis para melhorias que vão muito além dos programas existentes de “escolha sustentável”, como aqueles que limitam as alterações de linho ou restringem o uso de água pelos hóspedes. As tendências destacadas no relatório incluem:

1. Construção modular – o uso de módulos pré-fabricados e idênticos construídos fora do local e transportados para o canteiro de obras para formar a estrutura. A construção modular reduz o tempo de construção, minimiza o desperdício, requer muito menos uso de energia e padroniza a qualidade em todos os ativos.

2. Reformas sustentáveis – incorporando luminárias e móveis sustentáveis em renovações de quartos de hotel. Isso pode ajudar a reduzir a pegada de carbono da propriedade e a mostrar o compromisso do hotel com a sustentabilidade.

3. Tecnologia de quarto de hóspedes inteligente – o uso da tecnologia para economizar energia, desde permitir que os hóspedes controlem a temperatura ambiente até televisores em espelho.

4. Um foco aumentado em saúde e bem-estar – melhorando as ofertas fitness com comodidades como equipamento de treino de aluguel e equipamentos de ginástica no quarto, e recursos voltados para a saúde, como aromaterapia, sistemas avançados de purificação de água e iluminação circadiana que desencadeia os ritmos naturais do corpo para descansar e acordar.

Com base na expertise compartilhada pelos entrevistados, o relatório descreve as melhores práticas operacionais, bem como melhorias técnicas para otimizar a eficiência, reduzir as emissões de carbono e diminuir os custos operacionais. “A conversa em torno das mudanças climáticas e a evolução demográfica dos hóspedes ajudaram a indústria hoteleira global a reconhecer que a sustentabilidade é uma decisão de negócios inteligente que pode elevar a experiência dos convidados e fortalecer os retornos financeiros”, diz o Presidente do Conselho de Desenvolvimento da ULI, Toni Alexander.

Acabamos de encerrar a 57ª edição da Equipotel com muitos negócios realizados e conhecimentos compartilhados, mostrando como a semana da hospitalidade é importante para o mercado! O próximo evento acontece ano que vem, mas continue nos acompanhando para conferir as novidades do setor que podem te ajudar a renovar seus negócios, se atualizar e conhecer as principais tendências.

Assine a newsletter da Equipotel!