Os 07 sinais que um candidato ao emprego será um bom funcionário!

0
24

Sabemos que contratar um bom funcionário pode ser uma tarefa difícil em algumas situações, por isso confira nossas dicas

Se você está contratando um prestador de serviço, uma recepcionista ou um gerente, há certas coisas que você quer em um empregado e algumas maneiras óbvias para detectar isso.

Você pode dizer se alguém tem a experiência, habilidades necessárias e educação pelo seu currículo. E pode avaliar muito sobre a personalidade durante uma entrevista. Mas as pessoas estão em sua melhor postura durante o processo de contratação, o que significa que você não necessariamente terá a imagem real sobre essas coisas. É por isso que os contratantes precisam ler nas entrelinhas para sinais de que alguém será (ou não) um funcionário bem-sucedido.

Procure esses indicadores de que um candidato a emprego é alguém que você quer na sua equipe.

O funcionário que você quer contratar é alguém que…

… é acolhedor e amigável para todos.

Veja como seu candidato se comporta não apenas com você, mas com todos. Ele sorri para os convidados, recepcionistas e prestadores de serviços? Interage igualmente ou só se interessa por quem está fazendo a contratação? Você está procurando por alguém que é bom com as pessoas e interessado nelas, e este é um bom teste. Se o candidato não é agradável e atento a todos, não contrate.

… recorda os nomes das pessoas.

É uma coisa pequena, mas é ao mesmo tempo tão grande. Observe quando você apresenta um candidato a outras pessoas se ele usa o nome na conversa. Ou no final, quando diz: “foi um prazer conhecê-lo…”. Isso não é sinal para não contratar alguém, mas usar nomes na interação indica um nível de consciência social que deve ser muito atraente para os empregadores em qualquer negócio de pessoas.

…escuta.

Pode-se dizer se alguém está realmente ouvindo você pela forma como eles respondem. A linguagem corporal é um indicador, embora não infalível. Alguém que está inclinado para a frente com os pés apontando para você provavelmente está envolvido na conversa. Não fazer isso não significa necessariamente que eles não estão engajados, mas é um indicador potencial. Você também pode dizer se alguém está realmente ouvindo pelo fluxo da conversa – quem está prestando atenção responde, constrói comentários específicos, faz perguntas relacionadas.

… mostra interesse genuíno.

Você quer que um candidato faça perguntas sobre o trabalho, a empresa, o local e a cultura. Quem não faz perguntas é sempre um alerta vermelho. Enquanto perguntas como “quanto vou ganhar?” e “quanto tempo posso tirar de férias?” sejam jogo justo, não são o tipo de consultas que você quer de um funcionário potencial para ser líder. As pessoas devem perguntar sobre os objetivos da empresa e cultura do local de trabalho, o quanto se pode alcançar a partir da posição pretendida, e devem estar interessados em saber quem são seus colegas de trabalho e como é a base do cliente.

… está ansioso para aprender.

Enquanto você definitivamente quer contratar quem conhece sobre o assunto, também quer alguém que está procurando adicionar mais conhecimento a sua base. Eles mostram interesse em fazer cursos e workshops extras? Eles querem saber mais sobre o que você sabe? A última coisa que precisa em um funcionário é alguém que acredita que não têm mais nada para aprender com ninguém.

… vai para cima e para além.

Procure pessoas com histórico de trabalho voluntário, em organizações ou participando de iniciativas de responsabilidade social. Peça-lhes que contem sobre se já foram além para um cliente ou para ajudar um colega. Você pode saber muito sobre uma pessoa pelo que eles acham que significa ir “acima e além”.

… fala positivamente dos outros.

Dizer coisas negativas sobre outras pessoas, incluindo um antigo empregador ou colegas, é um mau sinal. Este é um teste importante de caráter e habilidades de diplomacia. Mesmo quando comentários negativos são merecidos, destruir a reputação dos outros mostra, na melhor das hipóteses, a falta de retenção e, na pior, um espírito mal-intencionado e uma falta de vontade de assumir a responsabilidade. Faça e ouça comentários positivos sobre as pessoas.

No final, não subestime a importância da verificação de referências, pois estão entre os melhores indicadores que você pode ter.

 

Equipotel 2019 é palco para as principais discussões do mercado e das tendências para os próximos anos. Assine nossa newsletter para se manter atualizado e faça agora seu credenciamento – que é gratuito para todos os profissionais do setor – para fazer parte desse ponto de encontro exclusivo.

Credencie-se agora!