Uma visão dos lobbys de hotel em 2019

0
186

O perfil do viajante muda a todo instante e, num mundo que clama por diferenciação, os convidados querem hotéis que prestem atenção a seus desejos e necessidades individuais. Para criar uma estadia verdadeiramente personalizada, hoteleiros primeiro devem considerar que um hotel não é simplesmente um lugar de descanso onde turistas deixam suas malas antes de um dia de passeios turísticos. Em vez disso, é um local de trabalho, jogo, comunidade e refúgio.

Deve-se pensar em seus convidados não apenas como “patronos”, mas viajantes, conhecedores, pessoas de negócios, famílias, casais, e – sobretudo – seres humanos. Além das tradicionais amenidades, convidados estão atrás de toques distintos que incluam elementos das culturas locais, principalmente nos espaços comuns do hotel, áreas importantes onde possam encontrar design, bem-estar, acomodação e serviços rápidos, entre outros.

O lobby do hotel é hoje um animado centro de reunião, sala de jantar e recreação. Foi-se o tempo em que figurava apenas como um lugar de passagem ou para fazer o velho check-in e check-out. Um bom exemplo dos novos caminhos é o grande átrio do IIDA, premiado pela Detroit Foundation Hotel, totalmente atualizado com um convidativo restaurante de cozinha aberta, sala de estar ampla e mobiliário luxuoso que atrai os hóspedes e passantes para tomar um drinque e interagir um pouco.

Um hotel elegante não só faz sentido em nosso mundo moderno, ele também permite que os hóspedes integrem plenamente as suas preferências e necessidades pessoais. Quer trabalhar fora do quarto? É no lobby que o uso dinâmico da tecnologia pode ajudar na criação de um ambiente comum de sucesso, onde se pode produzir e ao mesmo tempo, quem sabe, estar num ambiente eco-friendly e biofílico, com conexão direta à área externa por meio de portas de desdobramento automatizadas e jardins suspensos que ajudam na integração com o ar livre da natureza.

Outra forma que vem sendo convenientemente usada em áreas comuns é a integração da tecnologia com o design, maneira de garantir o conforto e acesso para todos no hotel. E o futuro tech inteligente já ultrapassa simples funcionalidades interativas e reservas on-line. Apps exclusivos contam com recursos de voz, assistentes virtuais e até mesmo serviço a distância, esteja o cliente no lobby, quarto, ou até mesmo nas áreas de entretenimento.

Numa sociedade cada vez mais integrada ao social é necessário reavaliar a pertinência e posicionamento da hospitalidade na vida dos clientes contemporâneos e convidados. É no lobby que muita coisa acontece. É nele que se deve lançar um olhar na criação de algo mais personalizado, com experiências diversificadas que aproveitem os componentes de sua marca para criar impressões duradouras que começam antes mesmo de um hóspede chegar ao andar do seu quarto.