Quatro razões que fazem funcionários de spa abandonarem os seus cargos

0
705

Uma pesquisa do Center for American Progress afirmou que o custo médio de substituir um funcionário altamente qualificado pode ser até de 213% o salário de um ano de para essa função. Outro relatório deu uma estimativa mais conservadora de seis a nove meses de salário do empregado para substituir aquele funcionário, ou seja, entre US $25.000 – US $37.500 para substituir um funcionário fazendo $50.000 por ano.

De qualquer maneira, com o recrutamento, contratação, treinamento e integração, custa mais para substituir as pessoas do que para mantê-las. Então, se sua rotatividade de pessoal é alta, e seus bons funcionários estão desistindo, é de seu interesse descobrir o que está acontecendo e por que eles estão indo embora.

Abaixo está uma lista dos motivos mais prováveis da desistência de funcionários de spas, com a ressalva de que isso é assumido se sua equipe é adequadamente compensada pelo seu trabalho, claro. Pesquisadores gostam de sugerir que o dinheiro é insignificante em comparação a outras táticas de motivação e retenção de funcionários. Mas todos sabemos que, se alguém não recebe o suficiente para viver, isso não é verdade. Os funcionários são mais propensos a permanecer se eles são bem pagos.

 

Eles não gostam do gerente

A maioria das pessoas que abandonaram suas aposições fizeram-no por uma simples razão: não gostam de seu gerente. Pesquisas consistentes mostram que a insatisfação com o chefe ou gestão é a razão número um para que os funcionários peçam demissão. Se esta é uma possibilidade, é hora de começar a olhar para o estilo de gestão do seu spa.

Vulnerabilidades da profissão

Com grande parte das terapias sendo feitas individualmente, num espaço fechado, funcionários de spa estão sujeitos a potencial assédio, além de alvos de injustas reclamações de clientes, já que os serviços são altamente pessoais para o hóspede. Um bom gerente – que quer manter seus empregados – deve estar ciente desta vulnerabilidade e fazer com que os funcionários saibam que terão suporte em situações como essas. Com muitas histórias de gestores que preferem ficar do lado do visitante e não apoiam seus membros de equipe em situações ruins, isso não é algo facilmente esquecido pelo empregado, que na primeira oportunidade irá atrás de outro emprego.

Eles estão sobrecarregados

Esta foi classificada como uma das razões principais para atrito pessoal em qualquer indústria, em uma pesquisa da Robert Half. Quando se trata de funcionários de spa ela é mais notória ainda, uma vez que o trabalho envolve estresse físico e emocional constante. A tendência para o excesso de trabalho das equipes também tem sido citada como um défice de muitos gerentes de spa e a gestão deve verificar esse quesito para garantir que eles não peçam para sair.

Sem oportunidades de crescimento ou avanço

Oportunidades para o crescimento e avanço são também razões porque as pessoas decidem por esse ou aquele emprego e optam por permanecer ou não neles. Ninguém quer, por exemplo, acumular funções, fazer as mesmas coisas no dia a dia profissional e não enxergar crescimento no futuro. Isso os torna desmotivados, ou simplesmente entediados, a ponto de começarem a procurar outra coisa.

Muito mais que somente esses motivos, outras opções incluem implementar incentivos de remuneração baseada no desempenho e que envolva sua equipe na decisão de fazer o processo, criando um sentimento de parceria e empoderamento. Prestando atenção a esses fatores-chave você terá sucesso em manter seu staff.

 

Conteúdo Proprietário – Reed Exhibitions Alcantara Machado
Produção: A4&Holofote Comunicação