O impacto emocional da superfaturada água de um minibar

0
675

Insuportável para os hóspedes, a propensão para cobrar preços exorbitantes em comodidades básicas, como água engarrafada, reflete muito mais negativamente que se imagina. Diversos profissionais de hospitalidade ficam constantemente perplexos com a relutância contínua de hoteleiros para reconhecer as atividades que são verdadeiramente impróprias e mesmo criam repulsa ao visitante.

Recentemente, viajantes mundo afora foram interpelados sobre sua última estadia em hotéis e resorts de variadas estrelas e a primeira impressão, quase por unanimidade, passada por todos eles foi ter que desembolsar numa simples garrafa de água o escandaloso preço de US$7 (mais impostos, claro) –  algo em torno de R$29,50. A maioria olha para isto e, inconscientemente refletindo sobre este número, conclui o seguinte:

– Por que esta garrafa custa $7 (R$29,50) quando posso comprá-la no supermercado por US$1 (de 1,95 a 3 reais)?

– Este hotel pensa que sou estúpido o suficiente para comprá-la a esse preço?

– De que outras formas o hotel vai tentar e me roubar?

– Este preço não faz sentido e eu provavelmente não vou ficar aqui novamente.

Considerando que os contadores da empresa têm o prazer de oferecer a seus proprietários outro fluxo de renda que desloque fortemente os seus custos e de que são capazes de serem polidos sobre como o alto preço é justificado, a prática é contrária ao papel fundamental como anfitriões. O que realmente deveria ser dito, ou melhor, feito, é algo como “a hidratação é importante, e nós nos preocupamos com sua saúde, aceite esse pack de água (essa garrafa, esse copo, essa jarra) com os nossos cumprimentos”.

Empurrar amenidades como água, principalmente as de minibar, que estão ali na hora daquela sede noturna ou nas primeiras horas da manhã, a preços irrisórios foge a qualquer regra da verdadeira hospitalidade, chegando mesmo a fazer imaginar o porquê esse absurdo é admissível.

Com um novo quadro de concorrentes emergentes a cada ano, não se pode perder qualquer hóspede por uma questão que pode ser tão facilmente corrigida e mesmo que não pareça são altamente carregadas de emoção e questionamentos. Acredite: insistir em práticas como esta só continuará a promover ainda mais o ressentimento, fazendo questões triviais tornarem-se instransponíveis ao sucesso.

 

Conteúdo Proprietário – Reed Exhibitions Alcantara Machado
Produção: A4&Holofote Comunicação