Tendências em bem-estar na hospitalidade

Bem-estar é a palavra-chave para realização da grande maioria de coisas que precisamos fazer em nosso dia a dia, especialmente quando pensamos em viajar. Por isso mesmo, mais de 600 especialistas de 40 nações reuniram-se recentemente para debater o futuro desse estado de satisfação plena, numa visão global e excepcionalmente perspicaz das tendências que se desenrola, no recente Global Wellness Summit (GWS), que contou com a presença de líderes de empresas de viagem, spas, beleza, fitness, nutrição, tecnologia, medicina e arquitetura.

Para Susie Ellis, Presidente e CEO da GWS, “nenhum outro relatório de tendências baseia-se sobre as perspectivas de tantos especialistas de bem-esta e cada uma das tendências deste ano mostrasse de forma inesperada”.

Uma nova era de viagens

Bem-estar é, por natureza, uma viagem – uma constante busca de equilibro físico e emocional. Então, por que em destinos com essa finalidade, spas por exemplo, mesmo que surpreendentes, aulas, tratamentos e experiências são apresentadas de forma fragmentada? A experiência deve ser transformacional, onde os hóspedes devem ser desafiados em um nível profundamente pessoal, criando emoção através do poderoso meio de contar histórias, ininterruptamente, em loop. Chega de janelas de tempo para as atividades, a ideia agora é o full time para todos os gostos.

Silêncio

Em um mundo conectado 24h por dia, destinos de bem-estar estão adotando uma abordagem dramática para “desligar” qualquer ruído: o silêncio de verdade, como é o caso do primeiro silent spa do Therme Laa Hotel, na Áustria. Outras opções são o bloqueio de sinal de wifi, jantares à luz de velas, interruptores de corte digital, entre outros. A ideia é oferecer uma hospedagem mindfulness e de conhecimento interior.

Arquitetura

Buscar cada vez mais uma aproximação com a natureza, deixando de lado construções tóxicas, claustrofóbicas, monocromáticas. Inserido num contexto de paisagem local, a ideia aqui é tornar quartos infinitos, com pisos que se estendem para gramados, sistemas que regulem e purifiquem a qualidade do ar, da água e tratem os hotéis e spas como organismos vivos, sustentáveis e em constante cuidado.

Equilíbrio e arte

Encontrar caminhos para plenitude física e mental por meio de intervenções artísticas há tempos haviam sido deixadas de lado, já que se acreditava que somente tratamentos físicos e estéticos cumpririam esse papel. Ledo engano e agora, voltando com força total, a criatividade está sendo cada vez mais usada em processos de autoconhecimento e cura, eliminando o estresse, devolvendo o equilíbrio emocional e outras vantagens.

Retrofit das saunas

Dois mil anos após sua invenção, a sauna ganha novas aplicações, com complexos designs, utilização de infravermelhos controladores, essências aromáticas, luzes e temperaturas criadas para promover experiências sensoriais de outro mundo, infusões em águas superquentes e logo após geladas para criar um choque térmico revigorante e que irá rejuvenescer o corpo. De tudo um pouco é o que se pode esperar desses aprazíveis locais de desintoxicação e relaxamento.

Complementam ainda novidades os cosméticos destinados a indústria da hospitalidade e que auxiliam na beleza exterior, criando um prazer interior imenso, tratamentos como meditações direcionadas por psicoterapeutas e neurocientistas com foco na otimização e clareza menta, além de diversas outras inovações, que vem a cada dia se tornando mais acessíveis e adaptadas ao dia a dia moderno.

 

Conteúdo Proprietário – Reed Exhibitions Alcantara Machado
Produção: A4&Holofote Comunicação